Carregando... Por favor, aguarde...

Boletim Informativo


O PODER CURATIVO DA BABOSA

A babosa (ALOE VERA), podemos dizer que ela é uma das plantas curativas mais perfeito que encontramos na Natureza. Basta dizer que dos 22 aminoácidos de que nosso organismo precisa, ela responde com 18. Sem exagero é uma completa farmácia, que Deus pôs gratuitamente à disposição das pessoas. Embora não seja propriamente um remédio... mais do que um remédio é um integrador alimentar. Ela fortalece o sistema imunológico enfraquecido. Noutras palavras, reforça as defesas naturais do organismo, que, ao longo dos anos, podem ir cedendo por fatores físicos (má alimentação, cigarros, bebidas) ou psíquicos (frustrações, fracassos), e cedendo às resistências, abre-se o caminho à instalação de doenças. Então a babosa começa fazendo uma imensa varredura no organismo, limpando o sangue. E com o sangue limpo, tudo começa a funcionar bem. Mais ou menos como um carro, quando você lhe coloca combustível de boa qualidade. A maior sensação da babosa é a sua capacidade de curar o câncer. Muitos tipos de câncer: cérebro, pulmão, fígado, intestino, garganta, mama, útero, ovário, próstata, rins, pele, leucemia... Além do câncer, cura outras doenças também, como alergias, aftas, asma, anemia, cólicas, cãibras, artrose, queimaduras, insolação, doenças de pele, gangrena, diabetes, hemorróidas, furúnculos, feridas venéreas, infecção na bexiga e rins, reumatismo, insônia, icterícia, lepra, dor de ouvido, cabeça, fígado e estômago, picada de insetos, próstata, úlceras gástricas, varizes, verrugas e vermes. Como vê é uma farmácia completa.

AIDS não cura, mas freia, trava o processo do vírus, de tal forma que depois de três ou quatro doses recupera o seu organismo, sobretudo o fígado, que é o primeiro a desmoronar Qualquer pessoa por mais simples, até analfabeta, até uma criança que sabe fazer batida de mamão pode preparar a poção. Equipamento especial, nenhum. Um liquidificador e pronto. Por que a força curativa está na própria planta.

A babosa não tem contra-indicações. Sua múltipla ação como fungicida, bactericida, laxante, diurético, só pode beneficiar o organismo. Só pode restaurá-lo. Não destrói nada, ao contrário, repões o que lhe falta. Criança pequena não faz diferença. Se ela está doente, a dose é mesma de adultos. Mas se quer tomar apenas como reforço ao seu sistema imunológico, aconselharia a começar de uma colherinha de chá e ir aumentando até uma dose maior.

Durante o tratamento, podem acontecer reações estranhas, porque o organismo está se livrando das toxinas que as pessoas têm dentro de si. Então, por exemplo, ela pode ter desarranjo intestinal; coceiras, pequenas manchas na pele, pode até ter bolhas, fazes mais fétidas, urina mais escura, erupções nas pontas dos dedos e coisas do gênero.

Portadores de câncer, que não suspendam o tratamento, por que isto é bom sinal. É um sintoma ótimo, significa que o preparado está produzindo seus efeitos.

Como preparar: Babosa

1- Duas, três ou mais folhas de babosa, de maneira que postas em fila, somem um metro; meio quilo de mel puro e umas quatro colheres de alguns destes destilados: cachaça de alambique, conhaque, Wisque... Cortar os espinhos das folha, limpa-las do pó com um pano, pica-las e colocar tudo junto no liquidificador.

2- A mistura obtida deve ser guardada longe da luz, de preferência na geladeira.

3- Tomar 3 colheres de sopa ao dia: manhã, meio dia e noite, uns quinze minutos antes da refeição, quando as pepsinas do organismo estão ansiosas para entrar em ação e assim levam os elementos curativos até os confins do corpo. O álcool, que ajuda a dilatar os vasos sanguíneos, favorece esta viagem de limpeza geral.

4- O tratamento dura 10 dias e, para repeti-lo deve-se aguardar algum tempo.

5- Quando as coletas das folhas, prefiram-se as mais velhas, colham-se antes do nascer do sol ou depois do sol posto. Nunca em pleno sol, por causa das radiações ultravioletas e, geralmente uma semana depois da chuva.

Obs.: o preparo caseiro da babosa, com casca, não deve ser tomado de forma continuada. Mas só umas quatro vezes ao ano. Aos que são portadores de câncer, aconselha-se um intervalo de 15 dias. Desaconselha-se este preparado para gestantes mães que amamentam. É que a casca da planta possui uma substancia chamada GLICOSIDO BARBALOIN, que age sobre as células do intestino grosso, podendo provocar parto prematuro, por causa do possível aumento de contrações do útero.

As informações contidas nesta página possuem propósitos educativos e não tem a intenção de substituir cuidados médicos apropriados, diagnóstico ou prescrição.

suco-de-babosa-com-mel-e-gel-ia-real.jpgsuco-de-babosa-com-vitamina-c.jpg